domingo, 13 de setembro de 2009

E o Oscar vai para... mim!

Todo mundo já pensou que a vida daria um filme... A minha daria vários! De cinco em cinco minutos, vejo o script do filme da minha vida dar uma guinada repentina e mudar completamente de rumo! O início do meu dia é uma grande comédia, daquelas em que, por conta do sono, tudo dá errado prá protagonista. Se o dia é importante, então, a luz acaba, a água do chuveiro esfria, o ônibus passa logo antes de dar tempo de chegar ao ponto e, no caminho, vem à cabeça que se esqueceu algo em casa, algo que não podia ter ficado para trás de forma alguma! E então, como num passe de mágica, tudo muda para um desses romances divertidos: fico sem fala ao ver aquele cara, dou mil e uma mancadas na frente dele. E, novamente, o gênero do filme muda e estamos em um drama: chega a tpm! Com ela, o acontecimento mais insignificante vira motivo prá rios de lágrimas e desespero. Na hora de voltar para casa, uma aventura: sobreviver ao horário de pico nas grandes cidades! E, no fim do dia, quase sempre vem o final feliz, tão comum em filmes. A não ser que, por conta de alguma prova com pouco tempo para se estudar, a comédia em que tudo dá errado comece mais cedo...

[pauta para a revista: minha vida daria um filme!]

2 comentários:

H. R. Silva disse...

Então, eu ia dizer que seu gênero é, por natureza, o drama. Mas piadinhas óbvias como essa já viraram clichê...

rsrs

Mto legal seu texto. Ficou faltando o gênero Documentário... mas só pela "guinada", já deu pra ver que o discovery tbm investiria uma grana num roteiro seu...
rsrs

Continue escrevendo!
Desculpe sumir, prometo q apareço mais por aqui
bjoo

Jessie. disse...

A vida é o melhor roteiro pra qualquer filme. Nunca falta drama, nunca falta risos, choros e tem milhares de reviravoltas.
Adorei o texto =D