sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

maysa.

“Todos acham que eu falo demais
E que eu ando bebendo demais
Que essa vida agitada
Não serve pra nada
Andar por aí
Bar em bar, bar em bar
"









Link

Maysa na minissérie e na vida real

Minha nova paixão: assistir à minissérie global Maysa - Quando Fala o Coração. Não perco um capítulo. Fiquei doida com a força da Maysa. Sua voz, a paixão com que canta. Sua história vem registrando altos índices de audiência, fazendo com que a emissora se arrependa de ter encurtado seu projeto original. Tomou, plinplin?

Maysa masceu no dia 6 de junho de 1936, em São Paulo, ainda que tivesse um bom quê de carioca. Sua relação com a música vem da adolescência. Nessa época, cantava em festas de família e já compunha algumas músicas, como "Adeus", feita aos seus 12 anos. Aos 18, casou-se com André Matarazzo, um dos herdeiros da família Matarazzo, 17 anos mais velho. Fruto da união, nasceu Jayme Monjardim Matarazzo, que dirije a minissérie. Apos o aniversário de um ano deste, Maysa grava seu primeiro disco, em 20/11/56.

Após dois anos de casamento, ela e André, que se opunha à carreira da esposa, se separam. A cantora entrou em grande depressão e se mudou para a cidade maravilhosa, buscando consolo. Lá, começou a se envolver com a 'turma da bossa-nova' e, especialmente, com Ronaldo Bôscoli, seu namorado por algum tempo. Percebendo que ele não terminaria com sua namorada 'oficial', Maysa anuncia para a imprensa que estavam noivos, o que acaba com o real noivado de Bôscoli e Nara Leão.

Depois disso, teve diversos problemas com a bebida e teve sua vida amorosa super-explorada pela mídia. Na Espanha, dois grandes acontecimentos: recebeu a notícia da morte de André Matarazzo, que disse ter sido seu único grande amor, e conheceu seu segundo marido, Miguel Azanza, passando a morar no país após seu casamento. Após a separação, se envolveu também com o ator Carlos Alberto e com o maestro Júlio Medaglia. Aos 41 anos, em janeiro de 77, Maysa sofreu um acidente de carro na ponte Rio-Niteroi e morreu.

Intensa, irreverente, contraditória, autodestrutiva e uma cantora espetacular. Maysa é um exemplo de mulher a ser seguido por sua coragem e sua intensidade ao viver.

Maysa Monjardim, em ambas as fotos

6 comentários:

Jessie. disse...

A Maysa é mara, prontofalei.
Nem estou acompanhando a minissérie, mas amo as músicas dela. xD

Pedro, o Nogueira disse...

MARA mesmo. A minissérie foi um primor, os atores tavam ótimos, mesmo sem ter quase nenhuma figurinha carimbadíssima da Globo. Fotografia maravilhosa, interpretações muito envolventes e não tinha como escolher uma personagem melhor pra contar uma boa história. Muito bão!

Adlianny disse...

Adorei o post. o blog tbm lindo lindo...acompanhei também e ficava cada vez mais encantada a cada capítulo.
Como foi intensa, como foi perfeita, bela Maysa.
Beijoo grande

Brasil. disse...

Eu fiquei encantada pela minisserie, pela Maysa, pela voz dela, pela força de vontade e garra que ela teve. Pra mim ela agora é diva, sério!
Adorei seus textos *-* Bjs.

Fabio Santos disse...

Foi ótima a minisserie !!!
mAYSA é uma referencia !!!

Parabens pelo post !

Ludmylla disse...

Nunca tinha ouvido falar dela antes da minissérie, mas assim como você, fiquei deslumbrada com o modo de vida dessa mulher. Adorei a personalidade forte, as atitudes marcantes, a voz intensa e a voz que ela tinha! Gostei do texto, beijo amiga! :*