segunda-feira, 20 de outubro de 2008

reflexões futebolísticas

Não, você não está no blog errado! Nem está vendo uma troca de autoria. É a Anna Carolina que está escrevendo o texto. Espantem-se: eu posso me exercitar.

Recentemente, recebi uma iluminação divina me dizendo que deveria me exercitar. Na verdade, a iluminação foi mais minha ex-calça-larga super apertada, minha flacidez mórbida dos 50 e muitos quilos e meu preparo físico de bicho-preguiça que não me permite subir três escadas em um curto intervalo de tempo, ou as escadas do Centro Esportivo Universitário. Sério, essas malditas escadas disfarçadas de arquibancadas devem ter, no mínimo, uns quinhendos degraus, ela simplesmente não tem fim.

Então, com fins estritamente esportivos (emagrecer e deixar de ser flácida), resolvi entrar para o time de futsal da sala. Claro, conveientemente deixei para pensar no que deveria fazer, estando no time, só depois que meu nome já estivesse lá. Ou eu desistiria. Ou seja: me espantei quando precisei abandonar meu amante de tantos anos, o sedentarismo.

Algumas semanas atrás: treino. Quem inventou os treinos não era lá muito esperto. Levando em consideração que você precisa de muita energia no jogo, nada mais óbvio que poupá-las até o momento exato da partida. Ignorando o erro da pobre criatura inventora dos treinos, me esforcei. Toquei a bola por cinco, quem sabe dez minutos. E voltei andando para a Faafich. Quer exercício melhor que esse? Claro, cheguei no prédio morta e minhas pernas se recusaram a subir a escada no momento em que cheguei.

Semana passada: jogo do campeonato masculino e, logo após, brilhante idéia de ver como estava o time feminino. Péssima, péssima idéia. Já havia esgotado minhas forças no jogo anterior, ao toprcer fervorosamente pelo meu time. Balancei a camisa, gritei e cantei. Isso acaba com qualquer um. Sem falar na tentativa autodidata de um pseudo-le parkour. Enfim, não consegui jogar nem por dez minutos e decidi largar o cigarro. No instante seguinte, lembrei-me de que não fumo.

Nessa semana: chegando ao local do jogo, sou informada que, até o momento, estávamos ganhando! Ok, por WO, mas estávamos. Duas pessoas do nosso time contra nenhuma do time adversário. Ok, isso deve ter durado uns dez minutos, e o outro time acabou ficando com jogadoras a mais, enquanto nos faltava uma para completar o time. Com uma contratação especial de última hora, demos início ao jogo, não antes de tirarmos fotos do time e fazermos aquele grito de guerra em roda, super barango, sem sentido, e divertido.

Os primeiros minutos: uma comédia sem fim. Gargalhadas contagiavam a torcida e as próprias jogadoras perna-de-pau. Boladas, empurrões, corridinhas ridículas e cansaço. No intervalo, quando conseguimos ficar de pé, guerra de água coo pretexto para minimizar os efeitos do sol das dez da manhã, um perigo para todas as jogadoras. No segundo tempo, mais chutes errados, passes para colegas inexistentes e boladas. Uma maldita bola redonda que não parava na linha quando eu ia cobrar laterais e um cansaço bizarro. No entanto, não foi assim tão ruim. perdemos de pouco: 2x1. Nada mal quando se espera que seu time seja o Coalhados feminino.

Hoje, descobri que o futsal é a salvação da minha vida. Não sei por quanto tempo essa maré esportiva vai durar, mas, enquanto ela está aí, vou aproveitar. Tudo pelo projeto menos sete quilos até o Churrascom, ops, pela vitória e pela glória do time.

7 comentários:

Jessie disse...

Eu simplesmente não acredito que perdi esse momento! ahauahauahauahauaa
O texto ficou ótimo, super divertido, e o momento deve ter sido impagável!
No próximo, estarei lá! xD

Caio Lemos (o Chimbinha) disse...

olha só, q surpresa boa =]

a anna tem um blog ^^

me cativou (mais ainda, pq a dona já o tinha feito), vou ler sempre

bjao =*

obs: mulher jogando futebol é o ápise da graça, sem base =P.

Brunín...® disse...

Queria ter visto o jogo!!! Deve ter sido realmente impagável mesmo!

Se você continuar com o projeto menos sete quilos para o Churrascom, acho que a Anna não vai... sei lá, perder seus únicos sete quilos é paia!!

Lott disse...

tinha tempos que eu não vinha aqui saber da sua vida pessoal mais interior anna! Bom, não vou ficar aqui babando ovo porque voce escreve beme tudo mais, porque esse não é o meu papel nessa história.

Mas faço das palavras doi bruno as minhas, e

Lott disse...

naõ emagreça 7 quilos se não vc vai ficar do avesso! Eu nunca vi uma pessoa do avesso, ams acho que não é muito bacana...

Bom anna, sempre bom ter ocnversas póspósmodernas (sem hífen) com você!

E um pouco de responsabilidade pra nós!
\o/

Um Bjão Grande!

Bia disse...

Uaaalll...que reviravolta einh!! :O
queria ter visto..rsrs
;D

Entao, aproveita a maré einh, sempre bom!! (qualquer coisa manda ela pra mim, hehe =D)

adorei o post flor..
.beijos.

Babii disse...

Wow. Amei o poste.
Eu queria aprender como faz pra deixar (o maior e melhor) sedentarismo, de lado. (?)
Eu simplesmente não consigo me ver jogando algum esporte com bola. Tipo... meu cérebro não consegue raciocinar e fazer meus pés chutarem a bola ao mesmo tempo, saca??
Adorei seu blog. _o/
Beiijo.